PIX: Mudanças interferem no limite das transferências dos clientes

O Pix veio para revolucionar as formas de realizar transferências no país. E há pouco, o Banco Central anunciou boas e novas mudanças no funcionamento do serviço. Confira!
Pix: mudanças interferem no limite das transferências dos clientes

Como medida de proteção às pessoas e aos usuários do Pix, o Banco Central anunciou que colocará limites ao uso do Pix, alguns valores serão fixos de transferências em alguns horários.

Essa atitude visa diminuir o número de fraudes e de crimes bancários, pois como sabemos o Pix é uma forma muito fácil de realizar uma transferência e, com isso, essa ferramenta está sendo alvo de bandidos.

Logo abaixo, está um texto que nós preparamos para você ficar por dentro dessa notícia e de quando ela entrará em vigor, tudo está detalhadamente explicado para seu completo entendimento.

Publicidade

Banco Central impõe limite ao Pix 

Saiba como realizar agendamento de pix na sua conta do nubank

O Banco Central comunicou, recentemente, que vai impor um valor limite para transações via Pix, visto que estão ocorrendo diversas fraudes e roubos através dessa ferramenta.

Essa medida tem como prioridade a segurança das pessoas, pois todos nós sabemos que o Pix é uma maneira muito simples de se transferir e realizar pagamentos para outras pessoas, o dinheiro cai na hora e sem nenhuma taxação extra.

Por conta dessa preocupação, o Banco Central resolveu realizar algumas modificações nessa forma de transferência, o que acarretará em algumas mudanças no uso do Pix.

Uma dessas medidas será o valor máximo de R$1000 nas transações noturnas, visando a segurança do cliente.

Algumas outras mudanças ocorreram, como prazo para realizar o aumento de limite de transferências e a necessidade de fazer um cadastro de contas que receberão um valor elevado via Pix.

O diretor da Organização do Sistema Financeiro e Resolução do Banco Central, João Manoel Pinho de Mello, essas medidas irão promover uma grande diminuição nas fraudes e protegerão os clientes e usuários de serviços de pagamentos.

Ele também cita, que essas medidas irão precaver os crimes com o Pix.

Ainda não há uma data confirmada de quando o serviço será disponibilizado, pois segundo João Manoel Pinho de Mello, as instituições financeiras precisam de um determinado tempo para conseguir concluir as medidas.

Mas o esperado é que ocorra em algumas semanas, se tudo der certo e as instituições conseguirem cumprir os prazos combinados.

Agora nós vamos mostrar a você todas as mudanças que irão ocorrer com o Pix.


Encerra em 13:00

Cartão que pode te liberar R$ 250,00 de limite.

Mais de 75256 pessoas já solicitaram o seu

* Sujeito à análise de crédito.

Limite noturno 

Essa alteração no limite noturno será implantada para transações entre pessoas físicas durante às 20 horas até às 6 horas, incluindo micro e pequenos empreendedores individuais.

Dentro dessa nova alteração feita pelo Banco Central, também entram os outros tipos de transferências, inclusive as de mesmo banco, como: Pix, cartões de pagamento e TEDs.

Com as mudanças propostas pelo banco central, a pessoa poderá configurar como quiser o seu Pix, poderá impor limites de urnas e noturnos a ele e também poderão proibir transações fora de horários estipulados, com isso é possível ter mais controle do seu Pix e correr menos riscos de cair em fraudes.

Alterações no limite 

Haverá outras mudanças também no limite das transações, que terão obrigatoriamente um prazo de no mínimo 24 horas e máximo de 48 horas para fazerem o pedido de aumento de limite nas transferências.

Essas mudanças valerão para transferências de Pix, TED, DOC, cartões de débito, boleto e transferências interbancárias.

Realização de cadastro de contas

Os usuários do Pix poderão fazer um cadastro de contas em que irão realizar transferências de valores acima dos limites estabelecidos.

Com essa nova medida, você terá mais segurança para realizar transações de valores elevados e assim poderá manter os limites já estabelecidos para as demais transações de valores menores.

Também houve outra mudança nessa área, agora usuário deverá cadastrar uma conta com no mínimo 24 horas antes de realizar a transferência, diminuindo os riscos de cadastro imediato e com isso tirando o risco de roubos com o Pix.

Diminuição das fraudes

O banco central também exigirá uma outra medida, que será o registro de contas participantes do Pix e de outras formas de transações que já tenham participado de alguma fraude, será obrigatório o registro dessa conta no Diretório de Identificadores de Contas Transacionais. 

Com essa medida obrigatória, com certeza, os risco de fraudes serão praticamente zero, mas é importante que a pessoa continue se cuidando e não repassando suas informações bancárias para qualquer pessoa, que não seja de sua extrema confiança.

Leia também: Banco Inter: Confira dicas de como começar a investir nesta instituição

Procurando cartão…