Banco Central anuncia mudanças no Pix; Confira novidades!

O Pix chegou ao mercado financeiro há quase um ano e já conquistou milhões de usuários. Todavia, o Banco Central anunciou recentemente algumas mudanças que o serviço sofrerá. Veja quais são!
Banco central anuncia mudanças no pix; confira novidades!

O objetivo das novas mudanças no Pix é trazer novos mecanismos extras de segurança, não só para o Pix também para vários outros meios de pagamentos digitais. Entenda a seguir!

O Banco Central, no dia 27 de agosto, fez o anúncio de mudanças no Pix, a fim de aumentar e ajudar na segurança dos meios de pagamentos instantâneos.

Uma das novidades é um limite menor de valor para transações efetuadas entre contas de pessoas físicas durante o turno da noite (8PM às 6AM), e também dará a possibilidade do usuário colocar um limite diferente para o período diurno e noturno.

Publicidade

Lançamento do Pix

Banco central anuncia mudanças no pix; confira novidades!

O Pix foi lançado em novembro de 2020, e não demorou muito tempo para ganhar toda essa fama. Muitos não sabem, mas, o Pix tornou-se o segundo meio de pagamento preferido da população, somente atrás do cartão de crédito e débito.

Porém, como ficou muito popular ese meio de pagamentos instantâneos, infelizmente também aumentaram os números de golpes, fraudes e crimes que o envolvem.

Lembrando que o Pix já é seguro a muito tempo e também conta com muitos elementos de segurança, por exemplo, os limites para transações que os próprios usuários têm direito de estabelecer, e possibilidade de rastrear as movimentações para auxiliar no combate a fraudes e outros crimes.

O Banco Central anunciou novas medidas para poder trazer mecanismos extras de segurança no Pix e também em outros meios de pagamentos digitais.

Algumas dessas mudanças já devem entrar em funcionamento no dia 4 de outubro de 2021, segundo a resolução do dia 23 de setembro do banco central. Veja a seguir:

O que deve mudar no Pix?

No meio das mudanças anunciadas pelo banco central que impactam os usuários estão: 

  • Limite de R$1.000 para pessoas físicas fazerem operações utilizando meios de pagamento de transferências no período noturno (das 20h às 6h), incluindo até mesmo transferências entre contas de uma mesma instituição, Pix, DOC, boletos e liquidação de TEDs.

É possível que o usuário peça para instituição retirar este limite, mudança que deve ser feita em no mínimo 24 horas;

  • Prazo máximo de 48 horas e prazo mínimo de 24 horas para a efetivação do pedido do usuário, que é feito por canal digital, para aumentar limites de transações com meios de pagamento (transferências entre as contas de uma mesma instituição, TED, DOC, Pix e boleto), quem pede o aumento na mesma hora em situações de risco.
  • Funcionalidade que permite aos usuários cadastrar previamente contas que podem receber transações acima dos limites estabelecidos, deixando manter seus limites baixos para as demais transações.
  • 24 horas será o prazo mínimo para que o cadastramento prévio, por canal digital, de contas para receber pix acima dos limites seja autorizado, quem pede o cadastramento imediato em situação de risco.

As instituições participantes do pics devem introduzir essas mudanças até dia 4 de outubro de 2021, isso de acordo com resolução do banco central do dia 23 de setembro.

Leia também: Reserva de emergência: Confira dicas de onde investir!

Procurando cartão…