Banco Central anuncia mecanismo de devolução para o Pix: Saiba mais!

O Pix é um meio de pagamento muito rápido e fácil, por isso golpes que o envolvem estão cada vez mais comuns. Todavia, o Banco Central tem agido para prevenir esse tipo de situação. Confira!
Banco central anuncia mecanismo de devolução para o pix: saiba mais!

Com pouco mais de seis meses de funcionamento, o Pix se tornou um dos meios de pagamentos eletrônicos mais utilizados pelos brasileiros, ultrapassando, em abril, as 4 formas de transferências mais frequentes, como: TED, DOC, boleto e cheque somados.

Para quem usa Pix temos uma notícia boa: a partir de novembro deste ano, o Banco Central lançará um mecanismo de devolução de valores que pode ser acionado em caso de suspeita de fraude ou falha na operação.

Rapidinho nós contamos o que muda. Siga lendo!

Publicidade

Quando será lançado e como vai funcionar?

PIX: BC recebe 3,5 milhões de chaves no primeiro dia de cadastros

Desde que foi lançado o Pix, fora disponibilizado a funcionalidade de devolução que permite que o usuário recebedor devolva, total ou parcialmente, os valores de uma transação.

Porém, ainda não havia previsão de que a devolução fosse iniciada pela instituição de relacionamento do usuário recebedor.

O mecanismo vai entrar em operação a partir do dia 16 de novembro, no mesmo mês em que o Pix foi lançado e vai completar um ano.

É muito importante ressaltar que, atualmente, o Pix já contém um mecanismo de devolução de valores,mas, ele só pode ser chamado pela pessoa que recebe o dinheiro indevidamente e fica, então, com responsabilidade pela devolução parcial ou total dos valores.

Com essa novidade, a devolução será efetuada pela instituição da pessoa que recebeu o Pix, mediante pedido das instituições de origem do pagamento, com regulamentação do BC.

O Banco Central vem trabalhando na contínuação da evolução do Pix, tendo estabelecido uma agenda robusta com diversas novidades para 2021.

Entre essas inovações, foi encontrado um mecanismo especial de devolução, que foi aprovado pela diretoria colegiada no dia 2 de junho e que vai entrar em vigor no aniversário de um ano do Pix, em 16 de novembro.

O Banco Central lembra que, mesmo que aprovado agora, as novas regras não vão entrar em vigor imediatamente.

Participantes do Pix precisam de tempo para fazer os devidos ajustes nos sistemas e interfaces, o mecanismo especial de devolução entrará em vigor em 16 de novembro de 2021.

As instituições envolvidas avaliam a solicitação do usuário e decidem os procedimentos de devolução e as comunicações caso a caso, o que de certa forma deixa o processo mais lento.


Encerra em 13:00

Cartão que pode te liberar R$ 250,00 de limite.

Mais de 75256 pessoas já solicitaram o seu

* Sujeito à análise de crédito.

Além disso, as que realizarem uma devolução utilizando do mecanismo especial precisarão notificar tempestivamente o usuário quanto a essa situação do débito na conta. Ademais, a transação vai constar do extrato das movimentações. Fique atento!

Essa novidade ainda não chegou, mas enquanto isso, reforçamos a importância de você ficar atento a golpes de engenharia social envolvendo Pix e de sempre verificar os dados do recebedor antes de realizar uma operação.

O Pix é um meio de pagamento muito rápido e fácil, por isso golpes que o envolvem estão cada vez mais comuns. Portanto, tente aderir aos seguintes cuidados básicos:

  1. Não se cadastre em sites desconhecidos;
  2. Não clique em links suspeitos;
  3. Duvide de pedidos que chegam pelo WhatsApp ou por SMS;
  4. Fique atenta os pagamentos por campo de proximidade, o NFC.

Leia também: 7 características financeiras que a maioria dos brasileiros possui

Procurando cartão…